domingo, 9 de junho de 2013

Sobre o dulçor

- Me dá um pedacinho de bombom?
Estava eu, em algum período de 2012, saboreando uma daquelas maravilhosas trufas de chocolate da Cacaushow enquanto caminhava até o trabalho. Fui surpreendida por uma mulher desconhecida,na faixa dos 60 anos, que me fez o pedido acima.
No momento, me passou pela cabeça dizer não e prosseguir o meu caminho, mas o pensamento só durou um segundo: seria muito egoísmo ignorar seus olhos suplicantes como os de uma criança. Além disso, seu pedido cheio tinha um tom de expectativa quase infantil e suas roupas gastas e a trouxa que carregava nas mãos indicavam que aquela mulher há muito não podia comprar um único doce: sua vida era amarga e cheia de privações.
- Pode ficar com o meu- disse à mulher.
Segui o meu caminho e aquela estranha seguiu o dela. Caminhei feliz por ter concedido-lhe um pouco de dulçor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário